Critérios para fazer a seleção de padrinhos e madrinhas

Os padrinhos e madrinhas de casamento são muito mais do que simples amigos ou conhecidos, eles representam as pessoas especiais que marcaram a vida do casal em cada trajeto até o esperado dia do “eu aceito”. Por esse motivo, a seleção desses integrantes é tão significativa para os noivos e deve ser tomada com muito cuidado.

Diante de uma função tão essencial, é normal que surjam dúvidas sobre quem escolher. Normalmente, as perguntas mais frequentes são: “preciso convidar algum parente para ser meu padrinho?”, “posso convidar somente pessoas casadas?” ou “preciso convidar a namorada do meu amigo, que vi poucas vezes na vida, para ser minha madrinha?”. Para esclarecer essas questões, venha conferir nossas dicas:

QUAL É A FUNÇÃO DOS PADRINHOS

seleção de padrinhos e madrinhas

Nos preparativos, os padrinhos e madrinhas estão sempre envolvidos, podendo ajudar o casal com sugestões e propostas ou esclarecendo dúvidas. Enquanto as mulheres ajudam a organizar na despedida de solteira, no chá de cozinha prova do vestido, os homens podem acompanhar o noivo na seleção dos fornecedores. Enfim, em tudo que o casal precisar de uma mãozinha, seus convidados de honra devem tentar dar seu apoio.

FAMÍLIA

ideias de poses para álbum de casamento

Uma coisa usual que os noivos fazem é colocar pessoas da família como seus padrinhos. Porém, não é necessário selecionar somente parentes, por isso, procure colocar aqueles que realmente estão presente em sua vida. Este não é o momento para colocar a família em primeiro lugar, porque sabemos bem que alguns amigos representam muito mais do que uma ligação de sangue. 

AMIGOS

É claro que sempre existe aquele amigo especial que não dá para deixar de fora da seleção de padrinhos. Ele acompanhou a relação de vocês desde o início e participa sempre da vida do casal, então sem dúvida essa pessoa deve estar no altar presenciando e abençoando o casamento. Nesses casos, ela poderá até mesmo ser aquela que fará o discurso de homenagem na recepção pós-cerimônia.

CASAIS SEPARADOS

Pode parecer deselegante, mas não tem problema nenhum separar alguns casais para formar pares com outras pessoas. Por exemplo, se a sua amiga de infância está namorando há poucos meses, você não precisa colocar o namorado dela como seu padrinho. Só não fica muito adequado separar casais que já são casados. Contudo, se for o caso, converse antes com a madrinha e veja se está tudo bem para ela.

QUANTOS PADRINHOS DEVO ESCOLHER?

fotos de casamento padrinhos

Essa parte está totalmente ligada ao espaço do casamento, então depende se a cerimônia for na igreja, em um salão pequeno ou ao ar livre. Nem invente de tentar colocar um monte de gente em um lugar pequeno, hein! O que recomendamos é um limite de quatro casais de cada lado, totalizando dez casais, contando também os pais dos noivos. Não custa optar por ter menos pessoas e garantir um visual legal no altar.

PADRINHOS DESCONHECIDOS

Uma péssima experiencia que você pode evitar que seus padrinhos passem é: conhecer seu par no dia do casamento. Depois de fazer o convite, promova um almoço entre eles para que cada um se conheça – principalmente os pares definidos. É interessante que eles, pelo menos, saibam ao lado de quem passarão a cerimônia.

CIVIL X RELIGIOSO

Para o casamento oficial, no cartório, exige-se a presença de duas testemunhas, que não precisam ser casados, muito menos serem do sexo oposto. São apenas a representação de duas pessoas que atestam a veracidade daquela união.

No caso da igreja, é bom sempre conversar com o líder religioso ou na secretaria paroquial se há algum critério que precisa ser seguido na formação dos pares, pois determinadas religiões seguem certas regras que precisam ser respeitadas.

Você tambem pode gostar

0 Comentários

  1. Não há comentários, seja o primeiro a comentar.

Deixe um comentário